Quinta, 20 de Junho de 2024
28°

Parcialmente nublado

Oeiras, PI

Dólar
R$ 5,42
Euro
R$ 5,81
Peso Arg.
R$ 0,01
Esporte Vasco da Gama

Pedrinho cita "colapso financeiro" para romper com a 777 e diz que futebol do Vasco seguirá com a SAF

Presidente revela que conversou com diretores da SAF para tranquilizá-los: "Diversas vezes pedimos garantias financeiras para não chegar nesse nível. Fiz isso para a SAF não quebrar".

16/05/2024 às 17h40
Por: Pablo Carvalho Fonte: Globo Esporte
Compartilhe:
Pedrinho cita "colapso financeiro" para romper com a 777 e diz que futebol do Vasco seguirá com a SAF

Presidente do Vasco, Pedrinho concedeu entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, em São Januário, para explicar a ação do clube contra a 777 Partners. A empresa foi afastada do controle da SAF por uma decisão judicial em caráter liminar, na noite de quarta.

"A ação é exclusivamente de proteção à Vasco SAF, para não acontecer o que aconteceu hoje com o clube belga, é para proteger as ações da SAF. Para que o Vasco não fosse prejudicado com um bloqueio e entrasse em um colapso financeiro. Eu sou vascaíno e todas as ações são para proteger o torcedor. A ação é jurídica, não tem intuito esportivo",  explicou Pedrinho, que completou:

"O sentimento de amor que tenho pelo Vasco e as injustiças que estão sendo comentadas com relação a mim, as pessoas vão se arrepender. As pessoas só começaram a acreditar quando as informações foram dadas por veículos estrangeiros. Meu problema nunca foi e nunca será com a SAF, mas a legitimidade financeira. Diversas vezes pedimos garantias financeiras para não chegar nesse nível. Fiz isso para o Vasco SAF não quebrar".

O exemplo do clube belga citado por Pedrinho é referente ao Standard Liège. Decisão da Justiça da Bélgica nesta quinta bloqueou todos os bens da 777 no país europeu.

Compartilhe no WhatsApp CLICANDO AQUI

Siga nosso Instagram clicando no link @oeirasemfoco

Siga no Fan Page clicando no link /oeirasemfoco

Siga no YouTube clivando no link Oeiras em Foco TV

Siga nosso Twitter clicando no link https://twitter.com/oeirasemfoco

O presidente revelou que entrou em contato com dirigentes da SAF nesta quinta para tranquilizá-los quanto à continuidade dos processos do futebol.

"O futebol não volta para o associativo, permanece e permanecerá com a SAF. A SAF continuará para sempre. Todo planejamento esportivo e financeiro continua com a SAF. Mesmo com as restrições, nunca deixei de sinalizar tudo o que estava acontecendo. Seria fácil eu lavar minhas mãos, esperando o caos acontecer, e dizer depois que eu avisei. O mais difícil para mim foi ter entrado com a ação. Tem que ter muita coragem para fazer o que fizemos, tudo em respeito à instituição Vasco da Gama. O que fizemos foi fiscalizar e cobrar. Quando muitas vezes virei chacota é lógico que machuca. Entrei aqui para pagar um preço que muita gente não quis pagar", desabafou.

O CEO Lúcio Barbosa segue à frente da SAF do Vasco. O vice-presidente jurídico do clube, Felipe Carregal Sztajnbok, também participou da entrevista coletiva e contou que uma ligação do CEO, na semana passada, disparou processo de ida do associativo à Justiça.

"Na sexta passada, recebi uma ligação do CEO Lúcio Barbosa para comentar a notícia que teria saído de que a 777 estaria procurando um especialista de crise. O Lúcio disse que estava preocupado, não tinha informações e sabia tudo pela imprensa. A situação era totalmente surreal. Depois de uma reunião, todos os vice-presidentes tomaram a decisão de preservar o nosso patrimônio. Foi uma escalada. Ninguém premeditou. As notícias, desde a época em que fomos eleitos, mostraram que as coisas não estavam certas. Tomamos uma decisão firme, dura, mas hoje temos a tranquilidade porque fomos os primeiros que tomamos uma atitude de proteger o Vasco e a Vasco SAF", relatou.

Em um momento da entrevista, Pedrinho se emocionou. O presidente disse que tomar a decisão de ir à Justiça em semana de clássico contra o Flamengo (depois, o campeonato foi paralisado pela CBF) não estava nos seus planos.

"Estava hoje na sala do presidente, obviamente emocionado, porque é muito difícil ter que entrar na Justiça, porque vivi aqui anos e anos com o Vasco tendo briga judicial, e eu não queria ser o responsável por mais uma. Muito antes de sair a questão que saiu nos Estados Unidos, a gente tinha todo conteúdo para entrar, eu sustentei até o último minuto. A decisão que tive que tomar numa semana de Vasco x Flamengo me matou, porque eu sei o que cairia na minha conta".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Oeiras, PI Atualizado às 09h04 - Fonte: ClimaTempo
28°
Parcialmente nublado

Mín. 21° Máx. 36°

Sex 36°C 21°C
Sáb 35°C 23°C
Dom 35°C 24°C
Seg 35°C 23°C
Ter 37°C 22°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Enquete
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias